terça-feira, 8 de novembro de 2016

Corpo carbonizado – Possíveis familiares são localizados após um mês

O Instituto Geral de Perícias (IGP) de Joaçaba, confirmou que possíveis familiares compareceram a sede do órgão para tentar reconhecer o corpo de um homem que foi encontrado carbonizado e com sinais de violência. O cadáver estava em uma lavoura nas margens da BR 282 em Erval Velho e foi encontrado no dia 6 do mês passado.

Segundo informações repassadas ao portal, os possíveis familiares, que são de Herval d´Oeste, teriam procurado o IGP após não ter notícias do suposto desaparecido, que não tem pai e nem mãe vivos. Devido a condição do cadáver não é possível fazer a identificação através de impressões digitais e nem mesmo pelo reconhecimento de suas características físicas. A informação do aparecimento dos familiares será repassado à Polícia Civil, que está investigando o caso. A polícia poderá solicitar a coleta de amostras de DNA do corpo e dos possíveis parentes, que depois serão analisadas pelo laboratório do IGP. O resultado destas análises pode levar até 60 dias a partir da coleta.

O caso

O corpo foi encontrado na tarde do dia 06 de outubro. Um agricultor encontrou o cadáver num local conhecido como Morro dos Micos, próximo a serra que fica pouco antes da cidade de Erval Velho e do distrito industrial.

Polícia Civil e Instituto Geral de Perícias (IGP) estiveram no local fazendo os levantamentos iniciais. As informações indicavam que tratava-se de homicídio e que o corpo foi desovado no local.

O corpo tinha perfurações no pescoço, as duas pernas estavam quebradas pouco acima dos tornozelos, havia também outra fratura na perna direita, acima do fêmur.

Fonte: Portal Éder Luiz

Nenhum comentário:

Postar um comentário