segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Agropecuária de Santa Catarina deve fechar o ano de 2016 com faturamento de R$ 29 bilhões

Devido à recessão e ao alto preço do milho, a agropecuária catarinense deve fechar este ano com faturamento de R$ 29 bilhões e 700 mil reais, 0,7% mais do que no ano anterior, quando alcançou R$ 29 bilhões e 400 mil reais.

O valor é quase igual ao do ano passado, mas se considerada a inflação, a queda é de quase 8%. As lavouras, que incluem grãos e frutas, terão resultado um pouco melhor: receita bruta de R$ 12 bilhões e 400 milhões de reais 6,9% superior ao de 2015. 

A pecuária vai fechar o ano com faturamento de R$ 16 bilhões 680 milhões 4,46% inferior ao obtido no ano anterior. Essas projeções, com base no mês de outubro e em valores nominais, sem descontar a inflação, integram o Valor Bruto da Produção Agropecuária, dentro das propriedades rurais e foram divulgadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

Uma retração expressiva ocorreu na produção de suínos, da qual SC lidera a produção e as exportações. Até outubro deste ano, o segmento alcançou R$ 3 bilhões e 660 milhões, enquanto em 2015 faturou R$ 4 bilhões e 180 milhões de reais, um recuo de 12,43%.

De acordo com o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Faesc), José Zeferino Pedrozo, o setor sofreu com o alto preço do milho, porque além do custo elevado para trazer o produto da região Centro-Oeste, teve que pagar caro nas importações. 

Fonte: Rádio Tropical FM

Nenhum comentário:

Postar um comentário