terça-feira, 4 de outubro de 2016

Universidades vão entrar com ação na justiça para a liberação do FIES

 O presidente da Associação Catarinense de Fundações Educacionais (Acafe), professor Sebastião Salésio Herdt, reitor da Unisul, participou, no dia 23 de setembro, da reunião do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung). O encontro discutiu meios de pressionar o governo federal pela liberação dos recursos para o aditamento do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), referentes ao segundo semestre de 2016. Também participou da reunião um representante da Associação Brasileira de Reitores das Universidades Comunitárias (Abruc). Herdt salienta que uma das medidas a serem adotadas é uma ação na Justiça contra a União.

Na semana anterior, o presidente da Acafe teve intensa agenda em Brasília para acompanhar a votação, pelo Congresso Nacional, do Projeto de Lei 8-2016, que faz aditamento dos recursos para o Fies a todas as universidades brasileiras. A votação estava agendada para a noite de segunda-feira (19), mas foi adiada para a manhã de terça (20) e acabou sendo transferida para outubro. A preocupação dos reitores é que os estudantes que têm financiamento estudantil ainda não foram autorizados pelo governo a assinar o aditamento para o segundo semestre de 2016.

As universidades comunitárias catarinenses mantêm em salas de aula os alunos que pagam os estudos com bolsas do Fies, mas sofrem com a falta de recursos nos caixas. Para buscar apoio, Herdt visitou todos os senadores representantes de Santa Catarina, Paulo Bauer, Dário Berger e Dalírio Beber, e ainda buscou apoio para aprovação da matéria junto aos deputados da bancada catarinense.

Fonte e foto: Dhébora Santiago/Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário