quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Minicurso sobre doação de órgãos e tecidos para transplante é realizado em Joaçaba

Na última terça-feira (27) foi o Dia Nacional da Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante. Com a finalidade de divulgar, mobilizar e orientar a comunidade sobre o tema, a Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos de Tecidos para Transplante (CIHDOTT), do Hospital Universitário Santa Terezinha (HUST), promoveu um minicurso durante a Semana Acadêmica de Psicologia.

A enfermeira Mayara Chiamuleira e a psicóloga Thais Deon, membros da CIHDOTT, ministraram a atividade, abordando o processo de doação de órgãos e tecidos, incluindo a assistência ao paciente e o acolhimento da equipe multiprofissional aos familiares.

Santa Catarina é atualmente o estado do país com maior índice de captação de órgãos. Os hospitais de SC contam com capacitações promovidas pela Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos e Tecidos do Estado de Santa Catarina (CNCDO/SC), estimulando e oferecendo suporte técnico aos profissionais que atuam na CIHDOTT.

A morte encefálica (ME) é o único tipo de morte que possibilita a doação de múltiplos órgãos (como rins, fígado, pulmão, coração, pâncreas) e tecidos (pele, ossos, cartilagens, vasos, valvas cardíacas, córnea), e pode ser definida, brevemente, como a perda irreversível e irremediável do encéfalo e tronco cerebral, que controlam todas as funções vitais dos demais órgãos do corpo.

Nesta condição, o sangue que deveria ser bombeado do coração e irrigar o cérebro, por algum motivo, terá sua passagem bloqueada, fazendo com que o cérebro morra. As causas mais comuns de morte encefálica são o acidente vascular cerebral e o traumatismo cranioencefálico.

A morte encefálica, apesar de vir acompanhada de dor e tristeza para a família e amigos, pode ser considerada como especial, pois possibilita que muitas pessoas possam voltar a viver normal ou mais próximo da normalidade possível. Para ser doador de órgãos e tecidos é preciso apenas que as pessoas falem para suas famílias.

 Fonte: CIHDOTT

Nenhum comentário:

Postar um comentário