terça-feira, 4 de outubro de 2016

Conheça o professor e pesquisador que foi a surpresa nas eleições de Joaçaba e obteve votação histórica


O  professor Universitário e pesquisador Ricardo Antonello (PR) foi o vereador mais votado no pleito ocorrido neste dia (02) em Joaçaba, obtendo um record histórico: 1099 votos. E diante da vitória expressiva, ele contou um pouco de como trabalhou sua campanha e ainda como deve retribuir a confiança depositada.

Ricardo, até então, nunca tinha concorrido à um cargo político e apesar de acreditar que seria eleito, ficou surpreso com a quantidade de votos. “Meu propósito era o de ser eleito independente de ser o primeiro segundo ou o último. Acredito que esse bom resultado se deu pela imagem que consegui construir ao longo dos anos, tendo participado de vários projetos junto à comunidade acadêmica, tecnológica e outros setores. Isso fez muita gente saber quem eu era e confiar para levar meu projeto adiante e votar”. Comentou o vereador eleito.

Com a campanha tendo sido reduzida para 45 dias, Ricardo afirma que optou por trabalhar de forma diferenciada. A internet, principalmente com a utilização das redes sociais e grupos, foi o canal para apresentação das propostas, através de vídeos e outros materiais.

Quanto aos recursos, o objetivo foi investir o mínimo possível de dinheiro. “Ainda estamos fechando os gastos, mas, investi o mínimo na impressão de alguns materiais de propaganda e com o pagamento de uma pessoa que ajudou a distribuir panfletos. Além do mais, esse investimento foi meu, já que mesmo sendo permitida a doação de dinheiro por pessoas físicas, não aceitei. Optei por fazer isso, porque queria testar se era possível gastar pouco e ter resultado e ainda, porque acredito que o dinheiro não deve mover a política”. Explicou.

Outro diferencial apontado por Antonello foi a ajuda de uma rede de 104 amigos que voluntariamente, após conhecer suas propostas, se comprometeram a levar adiante o nome do candidato, propagando suas ideias como vereador “Esse grupo faz parte de um projeto que chamo de mandato compartilhado. De início esses amigos divulgaram minhas propostas, agora, com a minha eleição, eles atuarão me ajudando a tomar as decisões que passarão pela câmara, já que podem dentro de sua rede de contatos ouvir sugestões e necessidades. Nesse caso, o objetivo é que as pessoas se sintam mesmo representadas”. comentou.

E se a confiança depositada foi grande, Antonello ressaltou que as pessoas podem esperar comprometimento transparência em seu mandato. “Meu site e demais canais na internet serão constantemente abastecidos com materiais para informar o que está se passando na câmara, porque  mesmo com as pessoas tendo a oportunidade de ir lá acompanhar as sessões, nem sempre podem ou o fazem e nós, enquanto vereadores, não podemos esperar que elas procurem e sim já disponibilizar essas informações. Me comprometo ainda, entre todos os projetos, a acompanhar o andamento das ações elencadas no documento Voz Única, elaborado pela ACIOC em parceria com 34 entidades e repassado aos prefeitos”.

Por fim, Ricardo Antonello agradeceu aos amigos do grupo que tanto lhe auxiliaram na divulgação de suas propostas e também aos eleitores que votaram. “Além dos que já me conheciam, muito mais pessoas estão me adicionando em suas redes sociais. Agradeço à todos e digo que juntos trabalharemos para o desenvolvimento de Joaçaba”. Finalizou o candidato eleito.

Quem é Ricardo Antonello

Ricardo Antonello é mestre em Ciência da Computação pela UFSC (2010), é pós-graduado em Gestão Financeira pela Unoesc (2006) e é bacharel em Ciência da Computação pelo Centro Universitário de Brasília – UniCEUB (2004). Atuou profissionalmente no mercado financeiro em instituições como o Banco do Brasil e BB Private Banking. Foi operador de bolsa de valores vinculado a BMF&Bovespa. Foi empresário por 6 anos no ramo de consultoria financeira. Desde 2006 é professor universitário, atuando em várias universidades em cursos de graduação e pós-graduação. Na UNOESC – Universidade do Oeste de Santa Catarina, campus Joaçaba, foi coordenador do NIT – Núcleo de Inovação Tecnológica, da Tecnovale – Pré-Incubadora de Empresas e do LABMEC – Laboratório de Mercado de Capitais. Atuou como coordenador das atividades do Polo de Inovação Vale do Rio do Peixe – Inovale. No Instituto Federal Catarinense – IFC, campus Luzerna, foi coordenador de extensão e atualmente é professor, pesquisador e desde 2014 atua como representante do campus na RECEPETi – Rede Catarinense de Inovação.

Fonte: Portal Éder Luiz

Nenhum comentário:

Postar um comentário