quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Concórdia: Laudo aponta que cigarro foi a causa do incêndio com três mortes

Bombeiros Militares divulgaram na tarde desta terça-feira (11), o laudo oficial sobre o incêndio que vitimou três pessoas no bairro Vista Alegre, em Concórdia, na madrugada da segunda-feira, dia 26 de setembro.

Conforme o Capitão do Corpo de Bombeiros Militares de Herval D’Oeste, Diego Somer, um recipiente que possivelmente era utilizado como cinceiro pelas vítimas, encontrado próximo aos colchões onde os três dormiam, aponta o local como o foco do incêndio, sendo que um cigarro provocou o fogo.

O Capitão também disse que é praticamente confirmado que as vítimas morreram devido inalação de gazes tóxicos provocados pelo grande acumulo de material reciclável no porão da residência. Somer ressalta que essa situação somente poderá ser confirmada pelo exame cadavérico feito pelo IGP.

Os peritos e bombeiros também analisaram outras hipóteses para o incêndio, exemplo, pane elétrica. Porém, descartado já que a fiação não aparentava danos provocados por curto circuito. Morreram no incêndio Lauri Sagais, 53 anos, Fabrício Sagais, 25 anos, e Osmar Maciel, 48 anos. Uma família que morava na parte superior da residência, sendo um casal e três crianças conseguiram fugir sem ferimentos.

Corpos seguem no IML:

Os três corpos das vítimas de um incêndio no bairro Vista Alegre continuam no Instituto Médico Legal (IML) de Concórdia aguardando resultado de exame de DNA encaminhado para Florianópolis. De acordo com as informações, a liberação deverá ocorrer somente a partir das próximas semanas.

Em média, os exames que são realizados em Florianópolis levam em média 30 dias para ficarem concluídos. Todos os exames de DNA do Estado se concentram na capital. Por isso, a demanda é grande. Em função das queimaduras é praticamente impossível reconhecer os corpos das vítimas.

Fonte: Rádio Atual FM

Nenhum comentário:

Postar um comentário