sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Concórdia: Avançam as negociações entre Santa Catarina e Coreia do Sul para exportação da carne suína produzida no estado

Em novembro, uma missão técnica sul-coreana visitará frigoríficos e propriedades rurais catarinenses para oficializar a abertura do mercado à carne suína in natura de Santa Catarina.

O comunicado foi feito pela Agência de Quarentena Animal e de Plantas da Coreia do Sul ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A missão técnica sul-coreana está prevista para chegar a Santa Catarina no dia 16 de novembro, quando começarão as visitas aos frigoríficos e propriedades para avaliar a sustentabilidade ambiental, a saúde animal, o controle de doenças e o Plano de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle.

O objetivo da missão é habilitar as plantas frigoríficas autorizadas a exportar carne suína para a Coreia do Sul.

A expectativa do Ministério da Agricultura e da Secretaria da Agricultura e da Pesca de Santa Catarina é que já no início do próximo ano a carne suína catarinense entre no mercado da Coreia do Sul.

O Estado espera vender pelo menos 30 mil toneladas de carne suína por ano para aquele país.

A Coreia do Sul é um dos maiores compradores mundiais de carne suína in natura.

No ano passado, importou cerca de 450 mil toneladas, o equivalente a US$ 1bilhão e 300 milhões de dólares. O potencial de exportação do Brasil é estimado em US$ 160 milhões por ano pela Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio.

Fonte: Rádio Tropical FM 

Nenhum comentário:

Postar um comentário