quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Videira: Escolas analisam Ideb e traçam alternativas

Nesta segunda e terça-feira, dias 26 e 27 de setembro, dez escolas da rede estadual, integrantes da área de abrangência da 9ª Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), estiveram participando de um processo de análise dos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O objetivo foi compreender os dados e traçar alternativas para qualificar o processo de ensino aprendizagem em todo o ensino fundamental.

Para o secretário executivo da 9ª Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), Euro Vieceli, esse estudo contribuirá para uma melhora na educação "O Ideb não existe para ranquear as escolas, pelo contrário, surge para avaliar a educação como um todo. A partir desses dados, o objetivo da ADR, por meio da Gerência de Educação, é compreender e avaliar os dados, traçando alternativas eficazes para melhorias" afirmou.

A reunião aconteceu em quatro momentos, durante as manhãs e tardes, na sala de reuniões da Gerência de Educação (Gered). Além dos diretores, estiveram participando os especialistas e os professores das disciplinas de língua portuguesa e matemática dos 5º e 9º anos. Durante o encontro, as equipes escolares receberam os dados individuais por escola e puderam avaliar seguindo a escala de proficiência.

No material foi possível analisar o desempenho dos estudantes, caracterizando entre a avaliação insuficiente, básica, intermediária e avançada. Na sequência dos debates dos índices obtidos, os grupos debateram quais os principais problemas enfrentados que possam ter influenciado nos resultados. Ao final, um plano de ações foi elaborado.

Para a gerente de educação, Rita de Cássia Soares, esta iniciativa é relevante e trará avanços na educação. Segundo ela, é essencial compreender o que está acontecendo, para a partir disso serem traçadas ações de melhorias. "Todas as escolas participantes saem com um plano de trabalho, descrevendo as prioridades, as ações em prol dessas prioridades, o prazo para execução, as pessoas responsáveis pelas mesmas e a criação de um indicador para avaliar o avanço das medidas tomadas" afirmou

A diretora da EEB Madre Terezinha Leoni, Marcia Fátima Ribeiro, validou a iniciativa. Segundo ela, a escola apresentou um avanço nas médias, porém ainda há muito que ser feito. Nas séries iniciais, a escola avançou a meta de 5.4 e atingiu o índice de 5.5. Já nas séries finais a meta de 5.4 não foi atingida, porém a escola cresceu 0,6 em relação ao último Ideb, ficando com 4,7. "Já estamos diagnosticando as causas que levam esse índice e traçaremos ações para melhorar ainda mais os conhecimentos adquiridos pelos nossos alunos" finalizou.

Fonte: Assessoria de Imprensa 

Nenhum comentário:

Postar um comentário