quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Mãe pede ajuda para arrecadar dinheiro e poder diagnosticar doença da filha de 4 anos

Echeley Helena Molin tem quatro anos de idade e sofre de graves e repetitivas crises convulsivas. Sem ter tido um diagnóstico definitivo, precisa realizar exames mais sofisticados na tentativa de descobrir sua doença e o tratamento capaz de lhe dar melhores condições de vida. Para isso, a mãe Claudineia da Silva está pedindo ajuda para reunir dinheiro e custear esses procedimentos.

De acordo com Claudineia, a filha Echeley, começou a ter crises  convulsivas repetitivas, algumas seguidas de coma, quando tinha um ano de idade. Desde então, vários médicos foram consultados sendo que a família recebeu diagnósticos  de Vírus Herpes, meningite e até mesmo de lesão no cérebro. Porém , como os diagnósticos foram  muito divergentes, não resultaram em um tratamento eficaz. “As crises convulsivas tem sido cada vez piores. Há um mês, ela ficou por 1h45 minutos convulsionando.  Depois disso,  ficou internada em coma por três dias no Hospital em Concórdia. E no dia a dia é uma crise atrás da outra. Quando é mais fraca controlo em casa, mas, se  os espasmos musculares são muitos ou ela demora pra voltar, levo pro hospital em Capinzal ou em Joaçaba”. Explicou a mãe que mora com o marido, a filha e mais um filho de 15 anos na comunidade de barra do Leão na divisa entre Capinzal e Campos Novos.

Com as crises sendo cada vez mais graves, a mãe levou Echeley  consultar em São Paulo, no Hospital Albert Einstein. Lá foi informada que exames mais sofisticados são necessários para entender se há alguma falta de oxigenação no cérebro ou até mesmo algum problema genético. Para tal, além dos procedimentos será necessário, arcar com quarto para internação e também UTI, caso Echeley precise, num gasto que a família estima ser de aproximadamente 18 mil reais. “Nossa esperança é que ao fazer esses exames tenhamos um diagnóstico correto  e assim, se necessário seja feita cirurgia ou tratamento que faça com que ela melhore.  Ela sofre muito, vários médicos já nos disseram que ela é forte por aguentar tantas convulsões, mas temos medo que não seja forte sempre”.  Afirmou a mãe.

Quem quiser colaborar pode depositar qualquer valor na seguinte conta:

Caixa Econômica Federal

Conta Poupança

Agência 1071

Conta: 01350926-6

Nome: Echeley Helena Molin.

Mais informações ou dúvidas entrar em contato com a mãe Claudineia no telefone: 49-99898545

Fonte: Portal Éder Luiz

Nenhum comentário:

Postar um comentário