sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Joaçaba deixa de ser a sede do JESC e alunos não participam da competição

O Portal Éder Luiz recebeu reclamações de leitores ligados ao meio esportivo, dando conta de que o município de Joaçaba, que tinha sido anunciado como sede dos Jogos escolares de Santa Catarina (Jesc), de 15 a 17 anos, teria desistido de realizar a competição. Paralelo à isso, os estudantes que já vinham se preparando não puderam participar das competições que agora acontecem em São Bento do Sul.

Diante da situação, nossa equipe procurou o Diretor de Esportes do Município, Anderson Andres. Ele explicou que um grande impasse no repasse de verbas ocasionou a situação.

“Em Abril, quando foi oficializado o pedido para que Joaçaba sediasse a etapa do Jesc, foi prometida uma verba estadual de R$100 mil reais para custear a realização dos jogos. Desde então, Joaçaba realizou os projetos necessários, ficou aguardando e o dinheiro não foi repassado. Cobramos mês a mês através de ligações e não tivemos resposta. Diante disso, manifestamos o desejo de desistência a um mês das etapas microrregional e regional, porém, nesse período, o presidente da Fesporte veio à uma reunião em Joaçaba e garantiu que o Jesc seria aqui. Recuamos da desistência, entregamos as licitações para ele e aguardamos. Mais uma vez não tivemos retorno quanto ao recurso e o presidente acabou saindo de atestado. Por último, cerca de 10 dias atrás, soubemos que a Fesporte tinha colocado São Bento do Sul como Sede”. Explicou Anderson.

Quanto a situação dos alunos que não puderam competir, Anderson explicou: “Se Joaçaba sediasse a competição, seus atletas automaticamente estavam classificados para os jogos. Se desistisse no tempo hábil, como manifestou vontade antecipadamente, os alunos teriam tempo de ir para as etapas classificatórias e competiriam agora, mas, só fomos saber da mudança de sede em cima da hora, o que inviabilizou a participação dos estudantes”. Comentou.

A Diretoria de Esportes afirma que, por estar preocupada com os alunos e querer que participassem, enviou uma carta (segue abaixo na íntegra)  para a Fesporte pedindo que eles fossem autorizados a participar, mas, segundo Anderson, isso foi negado.

Por fim, o diretor de esportes disse sentir que o município foi prejudicado. “Chegamos a pedir que a data das competições fosse então adiada, mas, não fomos atendidos, coisa que para São Bento foi autorizado com prazo para que os jogos começassem uma semana depois do previsto e ainda, podendo realizar algumas modalidades em outras cidades. Sentimos que enquanto para Joaçaba tudo foi dificultado, para eles foi fácil. Entendemos a frustração dos atletas e ressaltamos que  município não mediu esforços. Fizemos o que estava ao nosso alcance.” Finalizou Anderson Andres.

Nossa equipe está tentando contato com a Fesporte para um parecer da Federação sobre o caso.

Segue abaixo a carta encaminhada pela Secretaria de esportes de Joaçaba para a Fesporte.




“Não foi culpa da Fesporte”, afirma presidente da Federação sobre Joaçaba não sediar ao Jesc

Milton afirmou que assumiu o cargo em maio, quando as cidades sedes já estavam definidas e as tratativas e processos para a realização de todas as etapas já acontecendo e que os recursos estavam disponíveis, sendo necessário que o município de Joaçaba apresentasse meios de poder receber este dinheiro, principalmente porque o período eleitoral se aproximava. “Recebemos as documentações no final da tarde do último dia do prazo, dessa forma, não houve tempo hábil, depois recebemos um pedido de desistência por parte de Joaçaba”. Afirmou o presidente.

Sobre o município de São Bento do Sul ter sido anunciado faltando 10 dias para a data dos jogos, o presidente explicou: “Isso ocorreu em função da demora até conseguirmos encontrar outra cidade sede. No caso de São Bento, fizemos o repasse de R$80 mil reais para a  Agência de desenvolvimento Regional de Mafra, ao qual pertence o município de São Bento do Sul, e os jogos estão ocorrendo”. Enfatizou Milton.

A secretaria de Esportes de Joaçaba  alega que foi atrás do recurso por várias vezes e que  chegou a pedir um prazo maior, com adiamento da data dos jogos, mas, que diferente do São Bento do Sul, isso foi negado. Para isso o presidente explicou. “Joaçaba queria que os jogos ocorressem em outubro e isso não podíamos autorizar porque os alunos catarinenses dependem do Jesc para poder disputar os Jogos Nacionais da Juventude e nesse caso as datas não fechariam. No caso de São Bento do Sul, houve adiamento da data dos jogos em apenas uma semana”.

Sobre os atletas Joaçabenses terem ficado fora das disputas em São Bento do Sul, mesmo com o município tendo feito um pedido à Federação, por meio de carta. Milton Cunha explicou: “Quando Joaçaba manifestou o desejo de desistir a fase microrregional já tinha passado, então automaticamente já não tinha mais como os atletas participarem. Quanto ao pedido para que fossem incluídos, não achamos justo com os demais competidores que cumpriram as etapas micro e regional para chegar ao estadual”.

Por fim o presidente ressaltou: “Não foi culpa da Fesporte. Porque se se fosse, São Bento do Sul não estaria realizando os jogos”. Finalizou Milton Cunha Presidente da Fesporte.


Fonte: Porta Éder Luiz

Nenhum comentário:

Postar um comentário