segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Alunos do IFC/Luzerna fazem viagem técnica ao Porto de São Francisco

Alunos do 3º ano do Ensino Médio Integrado em Automação Industrial do IFC Luzerna fizeram, entre os dias 23 e 25 de agosto, uma visita ao IFC de São Francisco do Sul. De acordo com o professor Antonio Cavalcante, o objetivo da viagem foi de estabelecer um diálogo entre a disciplina de Sociologia de ambos os campi, além de trabalhar alguns conteúdos do trimestre de forma prática.

Os estudantes fizeram uma visita ao porto localizado na cidade. Segundo Cavalcante, esta atividade foi importante para abordar assuntos vistos em sala de aula, como burocracia, trabalho, classe social, automação, globalização, entre outros. “Estes conceitos foram estudados exaustivamente a partir de uma perspectiva sociológica durante o último trimestre. Assim, a visita aconteceu para consagrar o nosso planejamento dentro da disciplina, principalmente no que tange à troca de saberes e aprendizados”, afirma o docente.

Os alunos de Luzerna também tiveram a oportunidade de participar, como espectadores, da quarta edição da Feira de Ensino, Pesquisa e Extensão (Fepex) – evento científico realizado pelo IFC de São Francisco do Sul. No dia 24, o professor Cavalcante ministrou uma oficina para servidores do instituto e professores da rede pública do município. “Havia profissionais de diversas áreas, por exemplo, pedagogos, historiadores, arqueólogos, geógrafos, além dos estudantes”, conta. “Foi um momento muito produtivo em que trocamos conhecimentos – ou seja, tanto ensinei quando aprendi.

O tema da oficina foi “Cultura e Empoderamento de Lideranças Indígenas no Sul do Brasil”. No dia seguinte, o professor também ministrou uma palestra para alunos e integrantes de uma aldeia localizada próxima ao município. “A temática sobre cultura e empoderamento desperta a atenção dos jovens, sobretudo quando eles são chamados a ser protagonistas do próprio debate”, fala Cavalcante. “Acredito que os jovens de hoje gostam e são curiosos quando o assunto é diferente e procuramos aproximar da realidade deles, sobretudo desnaturalizando verdades, desvelando preconceitos e conceitos eurocêntricos. Precisamos revisar e reelaborar conceitos e teorias à luz da ciência no século XXI”. Por fim, o professor afirma que o resultado da Fepex foi fantástico. “Provavelmente voltaremos no próximo ano para prestigiar novamente”, diz.

O aluno Willi Arenhart comenta que a experiência em São Francisco do Sul foi única. “A visita ao porto nos deu uma noção bem ampla sobre os assuntos estudados em sala. Gostei também porque notei como os conhecimentos do curso técnico são aplicados, como na automação da parte de carga e descarga dos navios”, diz. “Além disso, no outro campus do IFC pudemos conhecer os cursos superiores existentes lá, o que também foi muito legal”, finaliza Willi.

Fonte: Rádio Catarinense 

Nenhum comentário:

Postar um comentário