quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Sessão polêmica fecha o mês de agosto no Legislativo de Videira

Aconteceu na noite de ontem a última sessão ordinária do mês no poder Legislativo videirense. O encontro que iniciou às 19 horas só terminou por volta das 22h30 e com a presença em massa do público que lotou a casa para acompanhar os trabalhos. Na pauta da ordem a votação de dois projetos de lei em primeiro turno. Aprovados por unanimidade e agora serão analisados pelas comissões e voltam para serem votados na próxima sessão. 

Mas o ponto principal do encontro foi a leitura de uma denúncia por quebra de decoro parlamentar apresentada pelo Partido Progressista contra o presidente da casa Rafael Balestrin. A denúncia trata de uma conversa gravada onde o vereador e presidente da câmara estaria pressionando o vice-presidente da casa, Marcelo Kumm à assinar um documento pedindo a abertura de um processo de cassação do vereador Wilson Paese. Caso esse muito polemico e amplamente divulgado nas redes sociais nos últimos dias.

Quem presidiu a sessão durante a leitura da denúncia por quebra de decoro foi o vice-presidente da câmara de vereadores, Marcelo Kumm enquanto o vereador o Rafael Balestrin deixou a mesa diretora e a vereadora suplente Lourdes Bernadete Nunes da Silva (Professora Lurdinha) assumiu a cadeira vaga para votar a favor ou não do recebimento da denúncia. A apresentação dos argumentos repassados pelo PP durou cerca de uma hora e meia e foi lido pelo vereador Sandro Caregnato já que o 2º Secretário da Mesa Jacson Locateli solicitou para que outro terminasse. 

Ao final o Vereador Rafael Balestrin teve cinco minutos para apresentar a defesa dele sobre as acusações. Após todos os vereadores votaram favoráveis ao recebimento da denúncia, uma comissão foi sorteada e formada pelos Vereadores Wilson Paese, Sandro Caregnato e Jacson Locateli irão analisar a quebra de decoro e após será votada a cassação ou não do cargo do vereador Rafael Balestrin. A sessão foi muito polêmica com muitos debates entre os vereadores e o público que por algumas vezes se manifestava o que é proibido segundo o regimento interno da casa. 

O vereador Wilson Paese que tinha contra si um processo por quebra de decoro o qual acabou sendo arquivado comenta sobre as denuncias e os encaminhamentos que foram dados durante a sessão.
Já o Vereador Rafael Balestrin, disse a reportagem que está com a consciência tranquila de não ter cometido nenhum crime e promoverá sua inocência em tempo hábil.
O Vereador Marcelo Kumm, procurado pela reportagem da Rádio Videira, para manifestação acerca do processo de cassação do atual presidente da câmara de vereadores, Rafael Balestrin, aprovado por unanimidade na sessão de ontem, através de nota proferiu a seguinte posição: "Que na qualidade de presidente do ato relativo à cassação do vereador Rafael Balestrin, conduzi os trabalhos de acordo com a legislação e regimentos vigentes e que o processo encontra-se sob cuidados de uma comissão sorteada para tal, composta pelos Senhores vereadores Wilson Antonio Paeze Segundo, Sandro Antonio Caregnato e Jacson Darci Locatelli, e que no prazos legais e regimentais, deverá ser apresentado o relatório aos membros do legislativo municipal para que, apreciem e julguem a conduta do Vereador Rafael Balestrin".

Fonte:
 Rádio Videira AM 

Nenhum comentário:

Postar um comentário