quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Quase metade dos alimentos analisados em Santa Catarina apresentam irregularidades

O monitoramento de produtos alimentícios em Santa Catarina vai muito além de detectar pelos de roedor em extrato de tomate.

Semana passada cinco lotes de derivados da fruta de marcas conhecidas tiveram de ser retirados das prateleiras dos supermercados de todo o Brasil por ter fragmentos acima do permitido.

A Diretoria de Vigilância Sanitária de Santa Catarina, verifica possíveis irregularidades nos alimentos comercializados no Estado há nove anos. Atualmente, o maior problema encontrado está nos rótulos dos produtos.

Os mais recorrentes são referentes a validade, disposição das informações nutricionais e dos ingredientes, uso de informações que podem induzir o consumidor a erro ou engano e atribuições falsas ao produto.

Dos números parciais de 2016, 48% das amostras apresentaram irregularidades, sendo 35% por rotulagem. No ano passado, das 362 amostras, 51% tiveram algum problema, principalmente nos rótulos (40%).

Em muitos casos a quantidade de nutrientes no produto estava diferente do declarado nos rótulos, principalmente os teores de sódio, carboidratos e gorduras.

Fonte: Rádio Tropical FM  

Nenhum comentário:

Postar um comentário