quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Professor Roberto Luiz Diehl passa a ocupar a Gerência Administrativa da Unoesc Joaçaba

Roberto Luiz Diehl e Lindamir Secchi Gadler
Ocorreu, na manhã desta segunda-feira (1°), a cerimônia de posse do professor Roberto Luiz Diehl na Gerência Administrativa da Unoesc Joaçaba. O cargo, ocupado anteriormente pela professora Lindamir Secchi Gadler, trará novos desafios diante da situação econômica e política do país, e será uma oportunidade para trazer o foco de sustentabilidade para a instituição.

Roberto Luiz Diehl começou a trabalhar na universidade em 1999, como técnico eletricista. Em 2009, na própria instituição, formou-se em Engenharia Elétrica e passou a ser responsável pelo setor de Engenharia e Manutenção. Hoje, docente na Unoesc e no Senai, foi convidado para assumir esse cargo.

— É um novo desafio deixar de lado a área técnica, que eu gosto muito, e assumir uma área muito mais administrativa, que envolve os campi de Joaçaba, Capinzal e Campos Novos, o Ambulatório Universitário e, especificamente, os setores de Compras, Almoxarifado, Manutenção e Engenharia — revela.

Além de dar continuidade ao trabalho da professora Lindamir, o professor Roberto pretende implantar ações de sustentabilidade, que deram certo em Campos Novos, nas demais áreas de competência da Gerência Administrativa.

— Quero seguir a mesma linha de pensamento que a Lindamir tinha e trazer uma visão cada vez mais sustentável para a universidade, tentando utilizar melhor os recursos naturais, por meio do reaproveitamento de água da chuva e da utilização de energia solar — comenta.

De acordo com o professor, para que essas mudanças ocorram, são necessários pequenos investimentos ao logo dos anos, que permitirão grandes resultados, tanto na área financeira como na área de inovação. É uma forma da instituição ser a janela da inovação para o acadêmico e para toda a comunidade.

Outra tarefa árdua que a Gerência Administrativa terá pela frente será a redução dos custos, sem comprometer a qualidade do ensino e as instalações físicas da Unoesc.

— A ideia é reduzir os custos, para enfrentar a fase em que o país se encontra, sem afetar em primeiro lugar a qualidade do ensino, que é o maior intuito da instituição — finaliza.

Fonte: Dhébora Santiago/Ascom Unoesc

Nenhum comentário:

Postar um comentário