segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Preso autor de atropelamento na BR 282 em Joaçaba


A Polícia Civil, através do trabalho da Divisão de Investigações criminais (DIC) de Joaçaba, prendeu na manhã deste domingo, 28, Luan Paiva, de 23 anos, preso em flagrante por atropelar e matar na madrugada deste domingo, na BR-282, Andrei Ramos, de 17 anos, na saída de uma festa que acontecia no Centro de Promoções Joaçaba (CPJ). Andrei, que era morador de Herval d’ Oeste, morreu na hora.

Luan foi preso em casa, no bairro Santa Tereza. Ele dirigia um veículo Jetta com placas de São José do Rio Preto/SP, que avançou contra um grupo de quatro jovens do qual Andrei fazia parte. A DIC chegou até ele por porque um dos jovens do grupo atropelado viu o modelo do carro e reconheceu um dos ocupantes do veículo, que além do motorista, tinha outros dois jovens. O carro, que está com a lateral amassada, retrovisor e para-brisa quebrado foi recolhido.


(Foto: Portal Éder Luiz)
Um dos rapazes que estava no veículo, de 18 anos, conversou com o Portal Éder Luiz. Ele relatou os instantes seguintes à saída da festa, onde houve uma discussão entre as vítimas e o autor, até o atropelamento.

“Foi na saída da formatura, houve uma discussão boba. Daí ate falei pra ele (motorista)-bobagem, não vale arrumar confusão, vamos embora-, saímos e aí uns mil metros para baixo do local ele resolveu voltar. Peguei o celular pra ligar pro meu pai, vir me buscar, quando já escutei o estouro e não vi mais nada”. Comentou o jovem. Ele contou ainda que falou para o autor parar e assumir o que tinha feito, mas, não adiantou. “Falei: Pare e assuma a responsabilidade do que você fez. Mas ele disse: vamos fugir, ninguém vai saber. Aí, eu ainda argumentei: não tem como não saberem, pensa no pai e na mãe dele ”. Relatou o jovem.


Parte do retrovisor do carro ficou no local após o atropelamento. (Foto: Portal Éder Luiz)

Na sequência, o motorista deixou os ocupantes do veículo em sua casa. Neste momento, o jovem que relatou como tudo ocorreu, pegou uma carona e foi embora. “Foi um motivo fútil, acabou com a vida do rapaz, com a dele e com as nossas que estávamos no carro. Não vou esquecer isso nunca mais”. Encerrou.

Luan Paiva foi preso em flagrante por homicídio qualificado e três tentativas de homicídio. Após ser ouvido na delegacia ele foi encaminhado ao presídio regional de Joaçaba. A defesa do autor, se manifestou sobre o caso, no final da tarde deste domingo.
Andrei Ramos, morreu na hora. (Foto: Reprodução Facebook)


Advogados do rapaz acusado de atropelar e matar Jovem se manifestam sobre o caso
No final da tarde deste domingo, 28, os advogados, Bruno Luiz Martinazzo e Cyro Thiago Rech que representam Luan Paiva de 23 anos, preso em flagrante por atropelar e matar na madrugada deste domingo, na BR-282, Andrei Ramos, de 17 anos, na saída de uma festa que acontecia no Centro de Promoções Joaçaba (CPJ), se manifestaram sobre o caso através de uma nota à imprensa. Confira, na íntegra, o que diz a nota.

“Nota à imprensa

Sobre a prisão do jovem Luan Paiva na manhã deste domingo (28), sob a acusação de ter atropelado Andrei Ramos na madrugada, os Procuradores do suposto acusado vêm informar que tudo o que foi noticiado nos veículos de comunicação até o presente momento apenas levou em conta a versão das testemunhas, mas que não corresponde com a verdades dos fatos, pois o suposto acusado em momento algum agiu com o intuito de cometer crime de homicídio, e tal, será amplamente comprovado no decorrer da instrução do Inquérito Policial. Importante ressaltar que as testemunhas ocultaram fatos importantes que dão plena e cabal conta da inocência do acusado, sendo que tais provas serão apresentadas em momento oportuno.

Neste norte, o julgamento precipitado apenas torna o fato que já é bastante triste ainda mais doloroso para todas as partes envolvidas. Assim, confiante no Poder Judiciário esperamos repor os fatos em sua verdadeira dimensão.

Joaçaba, 28 de agosto de 2016

Bruno Luiz Martinazzo e Cyro Thiago Rech”





Fonte: Portal Éder Luiz

Nenhum comentário:

Postar um comentário