sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Em um ano, PRF apreende o dobro de drogas em Santa Catarina

Capacitação e trabalho em grupo; essas são as duas características que tornaram possível o aumento no número de apreensões de drogas em Santa Catarina. De acordo com dados do núcleo de inteligencia da Polícia Rodoviária Federal (PRF), as interceptações de maconha cresceram 96% em um ano. Já o número de cocaína e crack subiram, respectivamente, 704% e 660% em apenas 12 meses.

Em 2015, até o dia 22 de agosto, a PRF conseguiu capturar 915 quilos de maconha, 22 de cocaína e apenas cinco de de crack. Neste ano, foram 1.802 quilos de maconha, 177 de cocaína e 38 de crack. Somando toda a quantidade de droga, o aumento foi de 114%.

Conforme afirma o chefe da comunicação da PRF no Estado, Adriano Fiamoncini, no inicio de 2016 os policiais rodoviários viajaram para o Paraná e Mato Grosso do Sul e trocaram de experiência com as demais polícias. Além disso, neste ano os demais órgãos que combatem o tráfico de drogas no Estado buscam cada vez mais a integração dos trabalhos nas investigações.

Publicidade

- Houve um maior investimento em capacitação dos policiais. E também aumentamos a integração com outros órgão, como as Polícias Federais, Militares, Civis e Receita Federal - afirmou Fiamoncini.

A consequência do trabalho transformou as abordagens "mais inteligentes", pois as técnicas interpelação começaram a ter maior índice de sucesso. No entanto, conforme admite Fiamoncini, o efetivo ainda é bastante deficiente. Hoje, os 550 policiais rodoviários federais, além de combaterem o tráfico, monitoram o trânsito, auxiliam na sinalização das estradas, atendem ocorrências de acidentes e fiscalizam a velocidade.

- Se houvesse um número maior do efetivo, com certeza haveria mais apreensões - afirma.

Apreensões de drogas realizadas pela PRF em 2015 e 2016
Drogas apreendidas 2015 2016 Crescimento
Maconha 915 kg 1.802 kg 96.9%
Cocaína 22 kg 177 kg 704,5%
Crack 5 kg 38 kg 660%
Total 942 kg 2017 kg 114.1%

Fonte: Diário Catarinense

Nenhum comentário:

Postar um comentário